J – XIX ENCONTRO ANUAL EM MARIANA – 2010

A dois meses do encerramento da Copa do Mundo de Futebol na África do Sul, quando então se preparava o Encontro Anual da AEXAM em Mariana, era indiscutível a possibilidade de a seleção brasileira estar fora da final. A crença era tal que o Padre Lauro, reitor do Seminário São José, atendendo às solicitações dos padres, resolveu adiar o Retiro Anual do Clero da Arquidiocese de Mariana para a segunda semana de julho. Aí, por consequência,  o Encontro da AEXAM foi marcado para o final de semana seguinte, dias 17 e 18 de julho.
Como se sabe, o futebol “dunguiano” ficou pelo caminho e a esperada final não aconteceu. Mas, o que aconteceu mesmo foi um maravilhoso Encontro, preparado com carinho e atenção pela diretoria comandada pelo Walter de Freitas.
O hall do Seminário São José ficou lotado com a presença dos aexanos que chegavam a cada momento.  Muitas caras novas, resultado de um trabalho constante de busca/convite aos ex-alunos dos Seminários de Mariana e também as presenças assíduas e agradáveis de outros que, todo ano, trocam abraços e renovam amizades. Todos recebidos com muito carinho e alegria pela Diretoria.
Na programação deste Encontro constavam dois importantes eventos: a eleição do novo presidente da AEXAM para o biênio 2010-2012, cuja Diretoria seria por ele composta, e a palestra do jornalista Sebastião Nery.
No primeiro, por surpreendente aclamação, Helvécio Antônio da Trindade foi reconduzido ao cargo. Em seu agradecimento aos eufóricos eleitores propôs dar continuidade à qualidade dos Encontros Anuais e retomar as pesquisas sobre os aexanos que se distinguiram em atividades eclesiástica, pública e privada, cujo resultado será a implantação da “Galeria dos Ilustres”.
A seguir Sebastião Nery, baiano de nascimento e Seminário, mineiro de aprendizado jornalístico e manhas políticas, carioca de atividades subversivas e brasileiro dos jornais, das revistas, das palestras, das viagens, dos livros etc., contou um pouco de sua vida, mais especificamente as suas passagens por Seminários da Bahia. Ao final apresentou o seu novo livro “A Nuvem – 50 anos de História do Brasil”, uma autobiografia, no qual descreve com detalhes as diversas fases de sua agitada vida profissional.
Há que se agradecer por isso!
No dia seguinte, na Catedral da Sé, houve a missa de congraçamento dos aexanos celebrada por Dom Geraldo Lyrio, arcebispo, amigo e incentivador da Associação. Foi dele a frase: “No próximo ano será o XX Encontro da AEXAM e deve ser comemorado com muita festa e alegria”.  Amen!
 Há que se agradecer por isso!
A presença da Corporação Musical Santa Cecília de Barão de Cocais, sempre sob a custódia do jornalista J.D. Vital, ex-seminarista do Coração Eucarístico de Belo Horizonte e irmão do saudoso aexano Miguel Vital, mais uma vez musicou e abrilhantou o Encontro.
Há que se agradecer por isso!
Era evidente a satisfação de todos os aexanos presentes, consequência de uma confraternização agradável e cuidadosamente preparada pelo presidente Walter de Freitas e sua esposa Graça, que contaram com a colaboração preciosa dos seus diretores e esposas. O variado e delicioso cardápio dos almoços e o saboroso churrasco da happy hour de sábado fizeram o prazer gastronômico de todos.
Há que se agradecer por isto!
É importante salientar o carinho, o cuidado e a alegria do Padre Lauro, reitor do Seminário São José, anfitrionando os aexanos, o que, aliás, é uma constante dos últimos Encontros.
Há que se agradecer por isto!
E todos voltaram para suas casas com a certeza de que o XX Encontro Anual da AEXAM será também muito bom. Deo volente!

Deixe uma resposta